quarta-feira, janeiro 10, 2007

Pêras Bêbedas



Receita maravilhosa e simples para quem não aprecia muito peras como eu.Um obrigado ao jotabe que postou esta receita no seu blog
http://senhorprendado.blogspot.com/2006_12_01_archive.html.
INGREDIENTES:pêras williams(eu usei rocha)
vinho tinto seco
cravinho
pau de canela
açucar e água
2 fatias de manga picada.
modo de fazer:numa panela deita umas 4 colheres de açucar e umas três de água ,o pau de canela e o cravinho,quando começar a ficar caramelo deite as pêras já descascadas e envolva bem durante um minuto,acrescente o vinho tinto até ficarem quase tapadas eu usei quase 1 litro.depois é só deixar cozer bem as peras .eu deixei até começar a ficar uma calda grossa e acrescentei a manga picada.deitar num recepiente e deixar tomar o gosto .ficam óptimas.

4 comentários:

Jotabe disse...

Parabens pelas peras, ficaram lindas

tripeira disse...

Parabéns pelo blog. Gostei do que li e das fotos, são esclarecedoras. Como faço todos os dias o almoço/jantar, em minha casa, gosto de visitar blogues de culinária para tirar ideias, de modo a variar os menús. Vou estar atenta ao teu, agora que o descobri! Bons Cozinhados:)

zana disse...

obrigado!aqui em casa também faço sempre almoço e jantar por isso também procuro variar no ménu,sou leitora assídua de algumas revistas como a mulher moderna e a tele-culinária e claro adoro fazer visitas a blogs de culinária de cozinheiras e cozinheiros explêndidos só tenho pena de ter feito asneira e não conseguir te-los no meu blog nos links,bem mas todos os dias faço as minhas visitas para tirar algumas ideias.beijinhos e apareça sempre.

xistosa disse...

Experimente fazer as peras bêbedas com a casca. Nunca as descasco e utilizo sempre a pera rocha.
Não ponho cravinho, escolho o tacho à medida das peras, ponho-lhe duas colher de sopa de açúcar por pera, vinho tinto e um bocado de vinho do Porto, do baratinho do Lidl. Há e canela, em pó e em pau.
Deixo cozer, até o molho ficar bem apurado e como é lógico as peras cozinhadas.
Lembro-me de ser miúdo, nem sei se andava na escola e, apesar de ter nascido no Porto, vivi 15 anos em Castelo Branco.
Havia uma pereira que dava peras, chamadas de inverno, que eram sempre rijas.
Lá em casa faziam-nas assim e talvez por isso, ao fim de mais de 50 anos, continuo a cozinhar as pêras, não dessa qualidade, nunca mais as vi, mas pera rocha e da maneira antiga.