domingo, abril 01, 2007

Sopa de peixe



Esta sopa de peixe é uma sopa muito agradável que se pode fazer com vários tipo de peixe eu recomendo aqueles que tem poucas espinhas ,como o Cação e a Maruca que foi o que eu utilizei.

Ingredientes
postas de maruca
tiras de pimento verde
2 tomates de lata picados
/salsa picada
folha de louro
1cebola pequena picada
azeite.b
sal q.b
massa cotovelinhos
2 batatas pequenas.

Confecção
Num tacho deitar o azeite, a cebola ,o louro ,a salsa e refogar tudo muito bem depois juntar o tomate com um pouco da calda da lata e mexe deixar refogar um pouco e juntar água suficiente ,deitar sal ,quando ferver juntar o peixe, as batatas cortadas em cubos pequenos e juntar também a massa .mexer para a massa não pegar no fundo.demora uns 10 minutos até estar tudo cozido.

5 comentários:

Adriana disse...

Oi Zana, gostaria de te agradecer imenso (como vcs dizem ai) a receita do fraicasse de frango, uma delícia, sempre que posso dou uma passadinha aqui no seu blog, pra ver umas receitinhas portuguesas, eu sou brasileira, casada com um português e moramos no Brasil, meu marido sente muitas saudades de coisas da culinária portuguesa, quando eu fiz a sua receita de fricasse ele ficou como criança, seus olhinhos até brilharam e ele só dizia: "- Que delicia me lembra muito o fricasse da minha avó", foi uma delicia ver ele sentado comendo aquilo com tanto prazer, por isso gostaria de agradecer a você por compartilhar aqui suas deliciosas receitas, e com certeza vou continuar te "visitando" sempre. Um super beijo. Obrigada

zana disse...

olha Adriana que bom que gostaram,
fico feliz por voçê e por seu marido que deu para matar saudades.beijinhos e volte sempre

Cozinha d'Avó disse...

Não sei porquê mas não consigo deixar de visitar este blog quase diariamente! Porque será?! bjs

xistosa disse...

Experimente também a raia.
Adoro comer sopa de peixe.
Faço pão com bacon, ponho uma ou duas fatias no fundo do prato e coentros.
Sou um apaixonado das ervas aromáticas alentejanas, os coentros nunca me faltam.
O meu genro é alentejano e de 15 em 15 dias, vai ao alentejo e traz-me, tomilho, que dá um sabor espectacular ao arroz de marisco e não só. Manjerona, para o recheio das empadas de carne, é insubstituível, poelos, funcho e folha de alho, quando é a altura, para guizar favas,
Numa arca congeladora, 1/3 é para ervas aromáticas.
Os oregãos, normalmente só os utilizo secos e não os dispenso em tomates assados ou grlhados.
Já abri o "tasco" tipo restaurante, foi na sexta feira passada à noite, mas ainda não assinei o direito de concessão e as coisas não estão grande coisa.
Tive 26, logo no 1º dia para uma paella mista, de carne e marisco.
Tive sorte, ficou espectacular.
nem sempre sai bem, ou tão bem.
Sábado, eram 6 lampreias à bordalesa, mas comprei-as já arranjadas.
Tive que ir fazer torradas, pois o molho foi pouco, a lampreia ainda sobraram umas postas.
Só tenho um prato e quem vai não sabe o que irá comer.
Come até dizer basta e como estou no início, não faço como a maioria dos restaurantes, pagar-me pelo factor 3 ou mesmo 4.
Quer dizer, que o custo dos ingredientes é multiplicado por 3 ou 4.
Levo 1,5, pois estou a cozinhar com gás butano meu e tenho direito a propano.
Não penso enriquecer a cozinhar, porque ás vezes já não tenho pachorra para aturar ninguém e o que tenho de dizer é logo na hora e à frente de quem quer que seja.
Domingo, fechei, porque um dos admnistradores da nova Empresa que "roubou" os serviços Municipalizados, ia ver como paravam ao "modas". Teve azar, porque apesar de estar reformado há 11 anos tenho muitos amigos, porque fui sempre um "borguista".
Chega de conversa, pois hoje foram filetes no forno, com puré e à noite tive ainda 16 pessoas.
Não faço os filetes como tradicionalmente.
Pô-los de molho em leite, temperá-los com sal, sumo de limão, louro e pimenta preta, (só uso esta) e alho. Dizem os mestres que o alho retira o sabor ao peixe.
Eu faço um refogado, muito pouco apurado de cebola, louro, alho, pimentos vermelhos e verdes, estes às tiras, que tento conservar inteiras.
Os filetes, são passados, 1 a 2 minutos em leite a ferver, retiro-os e coloco-os num recipiente em que possam ir ao forno.
Ponho-os lado a lado e cubro-os com a cebolada. Tentando que fiquem com tiras de pimentos vermelhos e verdes.
Hoje, utilizei os pimentos morrones que compro em grandes quantidades em Espanha, são a cerca de 1/3 do preço.
Quase que não dá tempo a fazer o puré.
Levo-os ao forno cerca de 15 a 20 minutos, a meia altura e a cerca de 220º.
Adoro cozinhar e inventar.
A maioria das coisas, não tenho medidas nem pesos.
Não gosto e não tenho paciência para bolos.
Só o de frutas, tipo bolo inglês e um pudim no microondas.
Chega de conversa.
Uma Páscoa com muito chocolate, gosto imenso, só é pena o raio dos coelhos serem ocos. Deviam ser maciços e ao preço a que estão ...

zana disse...

obrigado pelos conselhos sempre bem vindo.beijinhos e volte sempre.